dicas

 
Destaque

Viajando à Noite

Ninguém mais recomenda viajar de motocicleta à noite. Realmente, além de não termos uma paisagem para apreciar, nossa profundidade de visão fica reduzida ao alcance do farol da moto e, para piorar, ainda somos ofuscados pelos faróis altos, ou desregulados, que vêm em sentido contrário. Isso sem falar no quesito insegurança, relativo a assaltos que são comuns em certas regiões, bem como a dificuldade de ajuda em caso de panes.

Mas, e se por alguma razão tivermos de rodar à noite? Sim, muitas vezes um atraso não previsto pode nos obrigar a rodar trechos noturnos para chegar na localidade planejada. E se estamos retornando de viagem e anoitece perto de casa?, digamos, cerca de 100/200km para o fim da viagem?

Por estas e outras razões, mesmo não planejando rodar à noite. Devemos estar sempre preparados para tal.

Em primeiro lugar ilumine bem a traseira da moto usando adesivos refletivos onde puder, nas malas laterais, bauleto, paralama, capacete, etc. Apenas a luz traseira da moto não será suficiente para ser visto no meio de tráfego intenso e pesado à noite. Em muitos modêlos de motocicleta faltam "olhos de gato" nas laterais. Corrija esta falha colocando adesivos refletivos em locais estratégicos nas laterais de sua máquina.

As providências acima não se limitam apenas para viagem noturna. Use-as sempre.

Em segundo lugar, procure um "limpa-trilho", isto é, procure algum veículo que esteja rodando numa velocidade compatível com a sua segurança e mantenha-se cerca de 100/200m atrás. Ele será sua linha de frente na "guerra dos faróis" e sua luz de freio sinalizará obstáculos, ou animais na pista, a tempo de você reduzir a velocidade e ficar atento ao que vem à frente.

Por fim, se tiver mesmo que rodar à noite, espere que a noite se faça. Pare para descansar no momento em que o sol desaparece e só reinicie a viagem cerca de uma hora depois, ao fim do lusco-fusco, aquele momento em que nossa visão ainda não se acostumou com a falta da luz do sol, momento em que o farol parece não iluminar nada à nossa frente.

Aproveite este tempo para checar a moto, a bagagem, e para limpar todo o sistema ótico da motocicleta, farol, luz traseira, pisca e refletivos, pois a sujeira acumulada durante a viagem pode reduzir sua eficiência.

Evidente que, além do óbvio que o farol da moto deva estar bem regulado para a carga da motocicleta, a velocidade deve ser bem mais cautelosa do que a de durante o dia. Acho que nem precisava dizer isso...

Luiz Almeida

 
 
 

HISTÓRIAS DE MOTOCICLETA - © 2016 Todos os direitos reservados